Brasília, 19 de Novembro de 2018
  
 
Conhecendo Cancun

Cancun
Mltipla Cancun
 Na pronúncia Maia, Cancun significa “Ninho de Serpentes”, ou “Lugar da Serpente Dourada”. Com um formato que lembra o número sete, a luminosidade ao nascer do sol, faz com que o desenho de Cancun lembre uma serpente dourada. Imaginação à parte, nem é necessário imaginar muito pra se ter em Cancun um destino completo, sob medida para diferentes interesses.

O clima tropical ajuda, com temperaturas que oscilam entre 20°C e 30°C ao longo do ano. Areias brancas e finas, mar translúcido e a companhia do sol durante boa parte do ano completam a lista de atrativos naturais do destino. Nem precisa de muita criatividade. Cancun tem mais de 20 quilômetros de praias povoadas por resorts para todos os públicos, contribuindo para que o balneário seja um destino de férias para famílias, amigos, casais em lua de mel ou mesmo, para quem viaja
desacompanhado.

Cancun é um dos pontos de partida para explorar a região conhecida como Riviera Maia. Algumas das principais cidades maias do planeta podem ser visitadas, todas elas a menos de 200 quilômetros. A principal é Chichén Itzá, considerada um dos Patrimônios Modernos da Humanidade.

Sol e mar, cultura e história e, ainda, entretenimento e vida noturna compõem as “duplas” que se apresentam em Cancun. Badalação na Quinta Avenida e visitas a parques ecológicos -arqueológicos. Em Cancun, a Zona Hoteleira é o endereço da diversão noturna e da exibição arquitetônica. Estruturas impressionantes abrigam restaurantes, lojas – sim, há muitas lojas – e, é claro, as incríveis danceterias de Cancun, garantia de diversão em toda a madrugada, como em Playa del Carmen. Nesta última, a dica é terminar a noite em alguma das danceterias “pé na areia”, para esperar o sol nascer nas espreguiçadeiras que as danceterias colocam de frente para o mar.

Mais que dormir
Por fora, um prédio em formato de pirâmide que lembra as ruinas maias. Na entrada, o impressionante espelho d’água do lobby, e decoração colorida, com obras de artistas locais. Tudo isso para receber hóspedes e, também moradores de Cancun que se encontram nas festas que o local oferece aos finais de semana. O ME Cancun conta com 417 quartos e suítes, incluindo 69 suítes Premium, com destaque para a suíte ME, que possui dois andares e quase 930m², e que até já serviu de casa para um reality show...Nos seus cinco restaurantes, o hóspede desfruta de comida, mexicana, asiática, francesa e sabores da América do Sul.

Natureza Elaborada
Situado em Playa del Carmen – a uma hora e meia de Cancun, o X-Caret une natureza e cultura. Mergulhar nos rios subterrâneos, contemplar o borboletário, nadar nas piscinas naturais são algumas das possibilidades entre 40 opções que o parque oferece.

Mais que praias
Para chegar a Isla Mujeres é necessário fazer uma travessia de barco que dura aproximadamente 30 minutos, a partir da Zona Hoteleira, em Cancun. A chegada é pelo Parque Garrafón. No local, é possível fazer mergulho, passeios de caiaque, andar de bicicleta ou ficar na piscina. O turista não pode deixar de ir até a ponta sul, onde se encontram vestígios maias. Contam que lá seria o templo de adoração à deusa da fertilidade Ixchel. Muito próximo do parque, tem o delfinário, ou aquário de golfinhos – parque aquático onde são realizadas atividades com golfinhos, lobos-marinhos e tubarões.

Viver a História
Chichén Itzá é um dos pontos mais visitados no México. É o centro da cultura Maia e um dos mais importantes centros arqueológicos do país. Trata-se de uma cidade maia completa, onde se observam o Campo de Jogos dos Prisioneiros, o Templo de Chac Mool e a Praça das Mil Colunas. Das construções, a mais prestigiada é a pirâmide de Kukulcan, que faz culto ao deus Kukulcan, ou “serpente emplumada”. Ainda em Chichén Itzá, os turistas podem fazer compras de artesanatos regionais. No passeio a partir de Cancun, a excursão pode fazer algumas paradas. A mais tradicional – e obrigatória – é no cenote Ik-Kil (grutas de pedra calcária, com poços de água doce), onde é possível banhar-se.

Ruínas a beira-mar
As ruínas maias em Tulum não têm a mesma magnitude da cidade de Chichén Itzá, mas o que torna esse sítio, próximo a Playa del Carmen tão especial, é a sua localização. As ruínas ali existentes estão a beira-mar. Não há grandes estruturas ou pirâmides, mas a maior delas está justamente no alto do pequeno barranco que separa a área onde foi construída Tulum das areias da praia. E não há visitante que resista a um banho de mar em local tão especial. E é de lá, do mar, que se tem uma das mais belas vistas de Tulum – além da certeza de que a visita valeu a pena.

Não só para fazer compras
La Isla fica na Zona Hoteleira e tem fundos para a Lagoa Nichupte. O empreendimento tem lojas de marcas conhecidas como Tommy, Diesel, Mac, Zara, entre outras, além de marcas locais. Como o shopping é aberto, a dica é visitar a noite, quando não faz tanto calor. Porém, durante o dia, é possível nadar com os golfinhos e visitar o aquário. O local também possui cinema e restaurantes como o Planet Hollywood, Italianis, Chilis e Johnny Rockets.

Não só para dançar
“Algo fuera da realidad”. Essa é a chamada da Coco Bongo, a balada mais conhecida de Cancun. Se a ideia é dançar até o dia amanhecer, este é o local ideal. Mas não é só isso. A danceteria traz uma produção de shows e imitações de artistas, reconhecido mundialmente. Mas vale a pena conhecer outras danceterias, como Bull Dog, Mandala, The City, Dady”O , e a tradicionalíssima Frog’s, boa pedida também para a hora da fome. Todas estão localizadas na mesma avenida, a cerca de dez minutos da Zona Hoteleira.

Idioma: Espanhol
Moeda: Peso mexicano
Requisitos para Entrada: Para quem tem o visto americano, não é necessário tirar o visto mexicano. Brasileiros embarcando Aeroméxico ou Tam podem obter uma autorização eletrônica para viajar como turistas, negócios ou em trânsito. O documento é válido por uma entrada no período de 30 dias.